"

Temer pressiona ministro a liberar emendas; CCJ lerá parecer amanhã

Uma reunião da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara foi convocada para esta terça-feira (10), para que seja lido o parecer do relator Bonifácio de Andrada. Cabe ao relator recomendar a continuidade ou a rejeição das acusações. Enquanto isso, o presidente Michel Temer se encontrou com seus principais ministros, neste domingo (8), para avaliar votos de parlamentares sobre a denúncia contra ele, como também para “acelerar” a liberação das emendas parlamentares impositivas para atender aos deputados da base aliada.

Após a leitura do parecer, cada advogado de defesa poderá se manifestar na CCJ pelo mesmo tempo usado pelo relator. Em seguida, há a expectativa de que deputados façam um pedido de vista, ou seja, solicitem um prazo maior para analisar o texto. Dessa forma, a discussão e a votação do parecer só poderá ser retomada após duas sessões de plenário.

Planalto pressiona

O encontro do presidente Michel Temer, neste domingo (8), no Palácio do Jaburu, contou com a presença de seus principais aliados para discutir o cronograma da semana no Congresso e, principalmente, avaliar o ambiente de votos para barrar a segunda denúncia contra ele na Câmara dos Deputados.

Segundo o Blog de Andreia Said no ‘G1′ apurou, o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, foi chamado para a reunião porque o presidente quer acelerar a liberação das emendas parlamentares impositivas para atender aos deputados da base aliada.

Esse tipo de verba é usualmente destinado a pequenas obras nas bases eleitorais dos deputados. Em troca, o presidente quer os votos para barrar a denúncia por obstrução de Justiça e organização criminosa que será analisada na Câmara.

Um dos participantes da reunião disse ao Blog que a reunião foi para “pressionar” o ministro com intuito de mostrar aos deputados que o governo corre para atendê-los antes da votação.

A data da análise em plenário também foi discutida hoje. Temer quer votar a denúncia na semana do dia 24 de outubro.

Na CCJ, primeira instância de tramitação, o governo já espera um pedido de vista – mas avalia que a situação está “sob controle”, nas palavras de um aliado de Temer, e faltam apenas “algumas pendências” de cargos para serem resolvidas.

Foram chamado ao Jaburu para discutir a denúncia os ministros Eliseu Padilha, Moreira Franco, o deputado Darcisio Perondi (PMDB-RS), e os líderes do governo no Congresso, André Moura (PSC-SE), e o líder do governo na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB).

Ainda neste domingo, Temer também chamou para uma conversa o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

Fotos e link total de:http://www.verdadegospel.com/temer-pressiona-ministro-a-liberar-emendas-ccj-lera-parecer-amanha/

Gostou? Deixe seu comentário.

Compartilhe seu comentário no Facebook
© Copyright - 2014-2017 Rádio Nova99,3 Iguaçu Fm. Santiago RS. Direitos Reservado. Designer Sttill Mag Jhonson Bravo.