Síndrome dos ovários policísticos: sintomas, causas e tratamentos

Em um vídeo, especialista responde as principais dúvidas sobre essa condição, que pode comprometer a fertilidade e o bem-estar das mulheres

De 5 a 10% das mulheres em idade fértil terão síndrome dos ovários policísticos. E fique sabendo que os efeitos vão muito além de acne e surgimento de pelos. Ainda bem que, com tratamento adequado e mudanças de estilo de vida, dá para controlá-la.

Em um vídeo gravado originalmente ao vivo no Facebook, o ginecologista e especialista em reprodução humana Maurício Chehin, da Universidade de Santo Amaro e do Grupo Huntington,  respondeu a várias dúvidas dos internautas sobre a síndrome dos ovários policísticos. De questões sobre infertilidade ao controle das espinhas, ele traça um panorama desse problema e das maneiras de debelá-lo. Sabia que esse problema pode inclusive ter a ver com diabetes e doenças cardiovasculares?!

Toda semana, SAÚDE faz uma entrevista ao vivo sobre alguma doença ou questão importante na área. E você pode ser protagonista! Basta ficar de olho no nosso Facebook e mandar suas perguntas ao vivo. Agora, se não for possível acompanhar no momento, siga para o site da revista e acompanhe a conversa na íntegra por aqui!

 

Foto e link total de:https://saude.abril.com.br/tv-saude/entrevistas/sindrome-dos-ovarios-policisticos-sintomas-causas-e-tratamentos/

Gostou? Deixe seu comentário!

Olá, Gostou? Então compartilhe, divulgue nosso trabalho! A equipe Nova99,3 agradeçe .

Deixe uma resposta