"

Montenegro contabiliza 500 casas afetadas por temporal; prejuízos passam de R$ 12 milhões

O número de casas atingidas pelo temporal de domingo (1º) aumentou para 500 em Montenegro, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Segundo a prefeitura, os prejuízos causados pelo vendaval passam dos R$ 12 milhões, e foi decretada situação de emergência. No Noroeste do estado, a queda de torres de telefonia deixaram cidades incomunicáveis. Mais de 50 municípios foram atingidos.

Veja em fotos os estragos causados pelo vento

Na casa de Jonas de Limas Marques foi preciso improvisar uma escora para evitar que uma parte da casa desabe. No domingo, a parede de um quarto ruiu, onde estavam 11 crianças. “Desabou tudo! A gente saiu correndo e os pequenos foram para de baixo da cama. Meu pai conseguiu tirar alguma coisa, salvamos alguma coisa”, conta.

Na cidade, a situação de emergência já foi decretada, o que pode agilizar a compra de materiais. “Neste momento nós precisamos reconstruir a cidade e telhas para assistir as pessoas que tiveram seus telhados completamente destruídos”, explica o coordenador da Defesa Civil de Montenegro, Marcelo Silva.

O órgão está percorrendo os bairros mais afetados da cidade. Segundo a prefeitura, 2,5 mil pessoas tiveram algum tipo de prejuízo com o vendaval.

Os moradores aproveitaram a terça-feira (3) ensolarada para fazer consertos e arrumar a casa. O presidente da Associação de Moradores Dejalma de Azevedo Filho mobilizou amigos e parentes para trocar telhas quebradas. Na falta de telhas, lonas foram colocadas.

“A mão de obra, nós mesmo nos unimos. Nós mesmos fizemos. Isso aqui não vai parar por falta de mão de obra”, afirmava Azevedo.

Quem quiser fazer doações para os moradores de Montenegro é só ligar para prefeitura do município no telefone (51) 3649-8200.

Queda de torres de telefonia deixou cidades incomunicáveis no Noroeste

No Noroeste do estado, a queda de torres de telefonia deixou muitos municípios incomunicáveis. Por isso, a real dimensão do temporal só pode ser conhecida na terça-feira (3). É o caso da cidade de Fortaleza dos Valos, distante 50 km de Cruz Alta, que teve 100 pontos de destelhamento.

A cidade de Salto do Jacuí foi uma das mais atingidas. A Defesa Civil estima que 1 mil casas tenham sido danificadas, 300 delas já estão cadastradas para receber doações. A energia elétrica na cidade ainda não foi reestabelecida em todas as residências e há moradores enfrentando dificuldades até para encontrar materiais de construção.

“Fui comprar e ainda não tinha chegado na cidade, tinha acabado. Enquanto espera vamos ajeitando aqui em baixo”, salienta o funcionário público Luciano Rodrigues da Silva.

Cerca de 300 famílias são de baixa renda e vão precisar de ajuda para reconstruir suas casas. É o caso da residência da diarista Otília Cervo, que não tem dinheiro para comprar os materiais.

“Tem que ser aos pouquinhos para poder fazer, o que eu posso fazer é comprar uma telha, mês que vem outra, e assim vai”, observa Otília.

Para atender estas famílias o município de Salto do Jacuí espera contar com ajuda de doações e também da Defesa Civil do estado. “Só o município não tem como. A gente já está enfrentando uma crise aí faz dias, faz meses, então vai ser bem difícil”, observa a coordenadora do órgão Melissa da Rosa.

As cidades de Cruz Alta, Ijuí, Panambi e Tupanciretã também tiveram muitas casas destelhadas e prejuízos em decorrência do temporal. E em todas as cidades há pontos de arrecadação de doações para as famílias mais carentes. É só entrar em contato com a prefeitura ou Defesa Civil do município para ajudar.







 

Fotos e link total de:https://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/montenegro-contabiliza-500-casas-afetadas-por-temporal-prejuizos-passam-de-r-12-milhoes.ghtml

Gostou? Deixe seu comentário.

Compartilhe seu comentário no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright - 2014-2017 Rádio Nova99,3 Iguaçu Fm. Santiago RS. Direitos Reservado. Designer Sttill Mag Jhonson Bravo.