Homem morre após ficar preso em máquina de ressonância magnética

Rajesh Maru, de 32 anos, morreu no sábado após ficar preso em uma máquina de ressonância magnética. O indiano estava no Hospital Nair, em Mumbai, visitando um parente, quando entrou em uma sala de ressonância magnética segurando um cilindro de oxigênio.

De acordo com a família, um funcionário teria dito que o equipamento estava desligado. Entretanto, a máquina estava ligada e a força magnética teria puxado o cilindro e Rajesh para dentro do equipamento. Em poucos minutos os funcionários perceberam o que tinha ocorrido e Rajesh foi socorrido, mas foi declarado morto assim que deu entrada na emergência.

Uma investigação preliminar sugere que o homem teria morrido após inalar uma grande quantidade de oxigênio líquido que vazou quando o cilindro bateu na máquina de ressonância. De acordo com o jornal local Indian Express, a autópsia teria encontrado uma grande quantidade de oxigênio nos pulmões da vítima. No entanto, a investigação da causa da morte permanece.

Super imã

As máquinas de ressonância magnética funcionam por meio de imãs e ondas de rádio extremamente potentes que digitalizam o corpo e dão uma imagem de tecido interno. Quando uma máquina está ligada, todos os objetos metálicosdevem ser mantidos afastados.

Segundo a polícia de Mumbai, um médico e um funcionário do hospital foram presos e a família receberá uma indenização de 500.000 rúpias (cerca de 25.000 reais). Segundo o jornal americano The Washington Post, o acidente gerou preocupações sobre as condições caóticas e às vezes perigosas nos hospitais administrados pelo governo da Índia.

 

Este conteúdo é originário total de:https://veja.abril.com.br/saude/homem-morre-apos-ficar-preso-em-maquina-de-ressonancia-magnetica/

Gostou? Deixe seu comentário!