Características antissociais geralmente são apontadas como um problema pela ciência. Estudos anteriores mostraram que pessoas solitárias possuem o mesmo risco de morte prematura que aquelas diagnosticadas com diabetes. O tema é apontado como uma preocupação de saúde pública, principalmente em países onde há um crescimento do envelhecimento da população. Agora, um estudo divulgado recentemente sugere que, em alguns casos, a solidão pode trazer benefícios. Segundo a pesquisa, pessoas solitárias tendem a ter altos níveis de criatividade.

Publicado por pesquisadores da Universidade de Buffalo, em Nova York, nos Estados Unidos, o levantamento foi realizado com 295 participantes que relataram suas diferentes motivações para o isolamento social. De acordo com os resultados, a insociabilidade, uma conhecida forma de distanciamento social, está vinculada positivamente à criatividade. “Elas preferem ficar sozinhas, mas também não se importam em ficar com os outros”, explicou Julie Bowker, professora do Departamento de Psicologia da universidade e principal autora da pesquisa. Ela e sua equipe descobriram também que a insociabilidade não tem relação com a agressividade, mas sim com a timidez.

Conexões sociais fortes já foram relacionadas a um melhor funcionamento cognitivo e também a um melhor desempenho do sistema imunológico no combate às doenças. De acordo com Julie, os prejuízos do distanciamento social geralmente são abordados durante o período da infância e da adolescência. Nessa fase, o afastamento de um grupo pode prejudicar as interações positivas, como receber apoio, desenvolver habilidades sociais, entre outros benefícios de interagir com os colegas.

Mas toda regra tem exceções. Existem variações de gênero e cultura que devem ser levados em conta. Algumas pesquisas sugerem que crianças antissociais na China têm mais problemas interpessoais e acadêmicos que crianças antissociais de países ocidentais. 

Foco interno

Há uma crença comum de que líderes precisam ser sociáveis. Mas isso depende, entre outros fatores, da personalidade de cada um. Um estudo de 2011 mostrou que em restaurantes de uma rede de pizzarias na qual os funcionários eram mais passivos, chefes extrovertidos eram associados a lucros mais altos. Já os que tinham funcionários mais proativos, líderes introvertidos eram mais eficientes. Uma razão para isso é que pessoas introvertidas têm uma tendência menor de se sentir ameaçadas por personalidades fortes. Elas também têm uma tendência maior a ouvir.

Desde os tempos mais antigos, sabe-se que há uma ligação entre isolamento e foco mental. Culturas com tradições de ermitões religiosos acreditam que a solidão é importante para alcançar a iluminação. Pesquisas recentes explicam melhor a razão disso: uma das vantagens da insociabilidade é o estado de relaxamento mental ativo.

Ainda assim, há uma linha tênue entre uma solidão útil e um isolamento perigoso. Parar de se importar com os outros e cortar totalmente o contato com as pessoas pode levar a um problema mais sério. Ou seja, a recomendação dos especialistas é sempre manter o equilíbrio e procurar ajuda se perceber que o comportamento antissocial causa prejuízos.

Fotos e link total de:https://veja.abril.com.br/saude/conheca-o-lado-bom-de-ser-antissocial/

Gostou? Deixe seu comentário!

Olá, Gostou? Então compartilhe, divulgue nosso trabalho! A equipe Nova99,3 agradeçe .