Com uso de composteira, policial aposentado dá exemplo de consciência ambiental

Mais de 700 toneladas de resíduos domésticos chegam às esteiras da Usina de Triagem de Santiago. Deste montanha toda, perto de 60% é de lixo orgânico, conforme estimativa da bióloga Andriéli Martins, da Secretaria de Meio Ambiente. No entanto, se mais pessoas seguissem o exemplo do policial aposentado Paulo Ribeiro Rodrigues, é certo que o peso do lixo diminuiria, o custo da Prefeitura reduziria e o meio ambiente agradeceria.

Há mais de 10 anos ele e a sua esposa, Maritê, pegaram o hábito de não mandar cascas de frutas, de ovos e legumes, restos de comida ou guardanapos de papel para o caminhão do lixo. Em buracos de 60×40 no fundo do pátio eles vão depositando o lixo orgânico, criando uma composteira. “O buraco Fica sempre coberto. E a gente vai colocando mais restos e socando. Quando enche de vez, mantenho coberto e o material vai se decompondo e vira o melhor dos adubos”, observa Paulo. 

Depois, ele cria outro buraco para novamente encher de lixo e quando precisa de uma terra boa, com húmus, para as plantas da casa ou até para distribuir aos amigos e vizinhos, ele recorre à sua composteira. Um pequeno gesto de grande significado ambiental.

Mas não é só isso. “Aqui em casa, a gente separa tudo: o lixo seco e reciclável do orgânico. E quando as pessoas nos visitam já sabem como é e minha esposa dá dicas e estimulam pra que as pessoas façam o mesmo em suas casas”, afirmou Paulo.

Foto e link total de:http://www.santiago.rs.gov.br/noticia/3853/09-08-2017/com-uso-de-composteira-policial-aposentado-da-exemplo-de-consciencia-ambiental

Gostou? Deixe seu comentário!

Compartilhe seu comentário no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Copyright - 2014-2017 Rádio Nova99,3 Iguaçu Fm. Santiago RS. Direitos Reservado. Designer Sttill Mag Jhonson Bravo.