Britânico que atropelou muçulmanos em Londres é condenado à prisão perpétua

O britânico Darren Osborne, que em 19 de junho atropelou com uma caminhonete um grupo de muçulmanos perto de uma mesquita de Londres, foi condenado nesta sexta-feira (2) à prisão perpétua por um Tribunal de Londres.

Ao anunciar a sentença, a juíza Bobbie Cheema-Grubb, da Corte de Woolwich, estabeleceu, além disso, que Osborne deverá cumprir pelo menos 43 anos para que a pena possa ser revisada.

Após um julgamento de nove dias, em uma audiência realizada na quinta-feira (1), Osborne, de 48 anos, foi declarado culpado por um júri de oito mulheres e quatro homens pelas acusações de assassinato e tentativa de assassinato.

A juíza Cheema-Grubb considerou que o acusado planejou “uma missão suicida” e tinha antecipado “morrer a tiros” dos agentes, além de se referir ao ocorrido como “um atentado terrorista com a intenção de matar”.

Durante o processo judicial, a Promotoria expôs que o acusado, descrito pela esposa como um “alcoólatra funcional” de “temperamento imprevisível”, tinha se radicalizado com ideias de extrema direita nas semanas prévias ao ataque.

Osborne, pai de quatro filhos e desempregado, se radicalizou após ler material político na internet e após ver um programa da “BBC” sobre uma rede de exploração infantil em Manchester, no qual vários integrantes eram de origem paquistanesa, segundo detalhou a esposa.

Às 0h15 local de 19 de junho, o agressor atropelou com sua caminhonete um grupo de fiéis muçulmanos que tinha encerrado as orações do Ramadã.

O homem que morreu no ataque tinha caído no chão minutos antes do atropelamento e estava sendo atendido por outras pessoas, algumas das quais ficaram feridas.







 

 

Fotos e link total de:https://g1.globo.com/mundo/noticia/britanico-que-atropelou-muculmanos-em-londres-e-condenado-a-prisao-perpetua.ghtml

Gostou? Deixe seu comentário!